Cuidados para se tomar na escolha de um curso EAD de tecnologia

Minha saga para determinar a melhor faculdade EAD para mim. Como falhei e aprimorei meus critérios antes de iniciar a segunda vez.

De alguns anos para cá vinha pensando seriamente em voltar a estudar, iniciar algum curso ou faculdade na área de tecnologia. A dúvida que tinha era se seria presencial ou EAD (Ensino a distância).

Como trabalho com tecnologia a bastante tempo, venho acompanhando a evolução do ensino a distância, e diga-se de passagem até alguns anos atrás era bem precário.

No inicio deste ano estava quase para iniciar um curso online da Udacity, mas refletindo bem, como eu não tenho nenhum diploma universitário na área de tecnologia, resolvi cursar um faculdade.

O curso escolhido foi o Tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas.

Critérios que usei na escolha da Instituição de Ensino

1 ) Deveria ser uma instituição aprovada pelo MEC

Isso é o mais básico, né? Basicamente todas as faculdades / universidades passam nesse quesito.

2) Deveria ter a sede / polo na minha cidade e que fosse de fácil acesso

Isso é importante, pois periodicamente o aluno deve ir a faculdade para fazer a prova presencial. Itens como proximidade, estacionamento de fácil acesso, cantina, biblioteca, etc são bem vindos.

3) Atendimento da secretaria de qualidade

Fiz algumas ligações, fui presencialmente a faculdade e fiz uma sabatina com as atendentes de forma a ver na prática se a instituição presta um bom atendimento ao aluno.

4) Ambiente virtual com tecnologia de ponta

Como a minha referencia era a Udacity, onde já fiz cursos gratuitos, queria estudar uma instituição que fornecesse um ambiente virtual apropriado para o ensino de tecnologia.

Na minha pesquisa, todas as instituições que comparei usando uma plataforma chamada Black Board, mudando o nome para AVA (Ambiente Virtual de Aprendizado) ou outros, mas em essencial é a mesma plataforma com uma interface customizada para cada instituição.

5) Facilidade para cancelar a matrícula

Mesmo após essas checagens dos 4 primeiros itens, eu ainda estava na dúvida se me adaptaria e me informei sobre as clausulas de cancelamento, se haveria multa, etc.

6) Nome de credibilidade no mercado

O último critério que pesquisei foi se a instituição tinha uma boa reputação quando avaliada pela alunos.

Aqui foi um pouco difícil, pois em todas sempre tinha algum relato negativo.

Acabei me baseando em percepções minhas sobre cada uma, e no fim optei pela UNIP EAD.

Onde errei

Mesmo com toda esta preocupação minha, ainda errei na escolha. Vem que vou explicar.

Tudo que pesquisei era relacionado a credibilidade, facilidade, tecnologias e atendimento.

Deixei passar o mais importante, a linha didática da instituição e conteúdo atualizado das matérias.

Com menos de 1 mês de aulas na UNIP EAD, vi uma série de situações que para mim foram a gota d’água, inviabilizando a minha continuidade no curso dela.

  1. Professores liam os slides ao invés de explicar.
  2. Na área de tecnologia é comum termos em inglês, os professores “gabaritados” não conseguiam pronunciar algumas siglas da forma correta / utilizada no mercado.
  3. As apostilas dos cursos estavam defasadas, um exemplo marcante foi citar que smartphones não tinham capacidade de armazenamento multi-gigabyte. Sendo que em 2008 já existia o iPhone com seus 8gb de armazenamento….

Quero deixar claro que fora essa parte da “linha didática da instituição e conteúdo atualizado das matérias” a UNIP EAD foi ótima e talvez para outros cursos mais tradicionais – como filosofia, matemática, etc – que não tenham necessidade de serem atualizados com tanta frequência os pontos que me incomodaram nem existam.

Como descobri a instituição “certa” para o meu perfil?

Após ter cancelado minha matrícula, para ser exato, no mesmo dia (!?) outra faculdade (UNICID) que tinha feito vestibular em anos anteriores entrou em contato para divulgar o EAD deles. Que coincidência….

Agora estava escolado, contei para a atendente da faculdade a minha saga e fiz uma proposta para ela, que eu pudesse olhar durante 5 minutos o conteúdo didático do meu curso (ADS) e se estivesse ok iriamos conversar e faria vestibular lá novamente.

Para minha felicidade ela topou, fui no polo, pude navegar por algumas matérias e de cara notei a diferença didática.

Fiz a minha matrícula e estou estudando há 2 meses nela e até agora não tenho nada a reclamar.

Espero que todos estes percalços que passei possam ajudar pessoas que futuramente escolherão onde estudar.

Se você teve alguma experiência diferente, por favor sinta-se a vontade para compartilhar nos comentários.

Comentários